6 de fevereiro de 2011

FDL - noite II

Atão foi uma coisa muito linda.
Conheci um gajo que é amigo do meu irmão e do André (o amigo do meu irmão que falei ontem).
Dancei com: André, Neto, Pedro Vicente, Sara, o rapaz que falei a cima que não sei o nome xD e não sei se com o Gonçalo também.
Perdi a conta aos shots, paguei uns poucos shots ao pessoal, agora não se podem queixar xD
Não conseguia cantar, o que era mesmo muito frustrante, porque estou mesmo muito muito muito rouca, desde ontem de manhã. E eu queria e não conseguia. O vocalista da banda que veio cá tocar ontem (Deepuralina) meteu-se comigo, cantou comigo e ainda me pagou uma mini, espectáculo.
Finalmente, consegui decorar o nome de um gajo, que tento decorar sempre quando estou com ele, "quando estou alterada a níveis de álcool no sangue", e é: José Eugénio Nogueira de Carvalho Eulisa (?) Lopes.
Eram 6h fui para a rua porque estavam a fechar à espera do meu irmão e da namorada para ir para casa com eles. Vem o André e senta-se ao pé de mim, tive-lhe a contar bue cenas, que agora só ele sabe, coisas que não conto a ninguém xD Sou uma desgraçada, talvez ele não se lembre. Descobri que temos imensas coisas em comum, do tipo (as que me lembro agora): O nosso tabaco favorito é Ventil, mas fumamos Marlboro e outras marcas porque Ventil é pequeno. E não gostamos de Português. Depois de uma saída à noite já escrevemos coisas e depois de manhã escangalhámo-nos a rir. Estou aqui à cinco minutos a pensar mas não me lembro de mais, mas sei que havia xD Até me lembro onde foi a conversa, mas não me lembro da conversa.
E depois um gajo manda uma garrafa ao chão, e eu (a pensar que era um amigo meu): Olha-me para isso, a mandar a garrafa ao chão -.-
Ele (que afinal era o colega do meu pai todo FUDIDO): Qual é o problema?
Eu: É assim, o pessoal do Loureiro é rebelde. Mandar garrafas ao chão é rebelde, mas não é bonito. (a falar bue devagar porque estava a pensar ao mesmo tempo xDD)
Ele: Opa, tu...és uma gaja espectacular.
Eu: Sou não sou? Eu sabiaaa xDD
Depois o Rã esteve a fazer queixas ao André que eu era bue antipática sóbria (mas eu também já lhe tinha dito isso) e o máximo que lhe dizia era um Olá. E que mesmo assim tinha mais sorte que ele porque a ele nem lhe respondia e que no outro dia me mandou uma mensagem a dizer Olá e eu respondi Adeus.
Depois o André conseguiu decorar o meu número, muito bem, não é toda a gente que consegue decorar um número de telemóvel quando está bêbado, e eu tenho provas que ele decorou porque quando chegou a casa mandou-me mensagem xDD
Já chega de contar coisas parvas que depois ainda fico mal vista xD
Kiss Kiss

Sem comentários: