12 de setembro de 2011

medo

Eu para a Sara: Sempre que a minha mãe me diz para me portar bem ainda me porto pior.(não faço é de propósito)

Entra a mãe da Adriana no quarto de manhã e nós ficamos a olhar
Ela: Va, continuem a dormir, vim só ver se estavam cá.

Adriana a meio da noite de repente: Temos 11 de navegação.
Eu: O quê?
Adriana: Temos 11 de navegação na Internet.
Eu: Ok Adriana, continua a dormir.

Em vez de dizer "Eu quando estou bêbada tenho que fumar", disse "Eu quando estou bêbada tenho que beber"!

Ana mostrando o bolso dos calções: Agora é moda andar assim com o bolso de fora.
Adriana bué séria: Puré! (ao que devia ser, pois é)

Fomos a uma festa e pediram 1 minuto de silêncio porque morreu o padre da terra.
Chega a Sara: Que é que se passa? Acabou a festa?
Eu e o pessoal: Xiuuuu!!!
(tudo a olhar, e começam a falar)
Gonçalo: O padre morreu
(partimo-nos todos a rir)

Senta-se um homem ao pé de mim e da Sofia e começa-nos a fazer perguntas. Até que nos pergunta se conhecemos um bar de Leiria.
Sofia: Ah, tenho lá uma prima e ela falou-me disso.
(numa conversa à parte a gozar com o homem)
Sofia: Eu nunca ouvi falar do bar xD

Sofia: Tenho os lábios bué secos, parecem o deserto do Sahara.

Sofia: Não gosto de Panrico sem côdea. Parece que está nu.

2 comentários:

M. disse...

Conversas avulso...Assim...

Dão quase sempre coisas giras:)

TimTim disse...

o meu deu o que me ri